Jogador de futebol tem direito ao adicional noturno?

Antes de falarmos a respeito da decisão em que o São Paulo foi condenado, em 2ª instância, 11ª turma do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 2ª região, a pagar integralmente verbas referentes à adicional noturno e atividades aos domingos e feriados ao volante Maicon, precisamos lhe explicar o que é o adicional noturno.

Diante disto, trabalho noturno ou adicional noturno, é aquele executado a noite.

 

Diante disto, fica um questionamento interessante, quando o trabalho é considerado noturno, qual o horário?

Bem, para responder essa pergunta é simples, é aquele realizado entre as 22 horas e terminando às 5 horas do dia seguinte.

Com relação a valores, o trabalho noturno urbano (em cidades) sofre um acréscimo de 20%.

Por exemplo:

João trabalha na cidade como recepcionista, recebendo um salário de R$1.000,00 (um mil reais). Se ele trabalhar a noite, terá direito ao acréscimo de 20%, ou seja, receberá R$ 1.200,00 (Um mil e duzentos reais).

 

Agora que você já entendeu a parte importante do adicional noturno, vamos agora falar com relação aos jogadores de futebol, principalmente com relação a decisão do São Paulo.

Primeiramente, ações com pedidos para adicional noturno e jogos aos finais de semana não são novidades.

O fato de elas terem voltado com força e com entendimento favorável aos jogadores, está gerando uma certa preocupação nos clubes sobre a criação de jurisprudência em favor dos atletas.

Porém, o tema ainda é controverso.

No caso do atleta Maicom, que atuou no clube entre 2012 e 2015, ele ganhou em segunda instancia a decisão na Justiça do Trabalho, porém, ainda cabe recurso.

Mas, o valor estimado que o São Paulo teria de pagar, pode chegar a R$ 700 mil.

Na mesma linha, o Corinthians fez um acordo com o ex-zagueiro Paulo André. O agora dirigente pedia o pagamento dobrado relativo ao trabalho aos domingos e feriados e aceitou a retirar a ação na justiça após acertar o recebimento de R$ 750 mil.

Caso no futuro se entenda em definitivo pelo pagamento do adicional noturno, a hora trabalhada das 22h às 5h será calculada com acréscimo de 20%, como falei pouco acima.

Embora seja uma decisão bastante polêmica, acreditamos que uma regra pode esta sendo criada a partir destas decisões.

Se isto acontecer, a justiça do trabalho terá MUITAS ações, ao ponto de ficarem super lotadas.

É importante falar que a previsão do adicional noturno está previsto na CLT, em seu artigo 67:

Art. 67 – Será assegurado a todo empregado um descanso semanal de 24 (vinte e quatro) horas consecutivas, o qual, salvo motivo de conveniência pública ou necessidade imperiosa do serviço, deverá coincidir com o domingo, no todo ou em parte.

 

Entretanto, a Lei Geral do Desporto não prevê esse pagamento. Fala em carga semanal de 44 horas, mas não trata de adicional noturno, conforme fala no artigo 28º, §4, inciso IV:

IV – repouso semanal remunerado de 24 (vinte e quatro) horas ininterruptas, preferentemente em dia subsequente à participação do atleta na partida, prova ou equivalente, quando realizada no final de semana

No caso do São Paulo, a defesa de Maicon apresentou no processo diversas súmulas que mostram a participação de Maicon em jogos terminados após 22h, que é o horário em que o trabalhador passa a ter direito ao adicional noturno. Além disso, anexou outras súmulas que comprovam a participação do atleta em partidas realizadas aos domingos e feriados, o que dá direito a jornada dobrada.

Mas, o jogador de futebol tem realmente direito a adicional noturno?

É importante que se diga que, o trabalho do jogador é diferente dos trabalhadores normais, tendo as suas peculiaridades.

Assim, algumas normas da lei são aplicadas a eles, mas outras, não.

Logo, com relação ao adicional noturno, é uma regra não aplicada aos jogadores de futebol, e diante disto, não tem direito ao adicional de 20%.

Entretanto, o atleta profissional de futebol tem outros direitos que o trabalhador comum não tem, como por exemplo, os Bichos e as Luvas.

(Post sobre os Bichos e Luvas dos jogadores de futebol, clique aqui)

Alem disso, as partidas de futebol realizadas a noite, se estendem bem pouco no horário noturno. Até agora, não tivemos relatos de partidas realizadas de madrugada.

jogador de eSports de fundo, com uma imagem falando "quero consultar um advogado"

 

Deixe um comentário